Direito Sistémico nasce das constelações familiares que têm como objetivo descodificar e libertar-nos do sofrimento causado pelos desequilíbrios do sistema familiar.

O direito sistémico surgiu da análise do direito sob a visão das ordens superiores que regem a consciência humana. As ordens do amor trazidas à consciência através do alemão Bert Hellinger: O direito a pertencer, a hierarquia e o equilíbrio entre dar e receber

Todos os nossos relacionamentos se regem por essas regras primitivas do inconsciente, quando quebradas todo o sistema se movimenta para encontrar o equilíbrio, quando restauradas todo o sistema respira de alívio e de paz e cada membro pode finalmente seguir o seu destino à sua maneira, livre do peso e da dor do passado.

O direito sistémico vê as partes em conflito como membros de um mesmo sistema, ao mesmo tempo em que vê cada uma dessas partes vinculadas a outros sistemas dos quais fazem simultaneamente parte designadamente a família, a categoria profissional, a etnia, a religião, entre outros e procura encontrar a solução que, traga maior equilíbrio.

Oradores
especialistas na área.
Brasil

Fábio Rodrigues Lima

[Direito Sistémico; Relacionamentos Amorosos]
Brasil

Fernando Cattelan Cordeiro

[Direito Sistémico]
Brasil

Jaqueline Cherulli

[ Direito Sistémico]
PORTUGAL

Joaquim Manuel da Silva

[Direito Sistémico]
Portugal

Leonor Monteiro

[ Direito Sistémico]
Espanha

Mª Luz Godoy Ruiz

[Direito Sistémico]
Portugal

Nídia Brito da Costa

[ Direito Sistémico]
BRASIL

Sami Storch

[ Direito Sistémico]
Brasil

Vanessa Aufiero da Rocha

[Direito Sistémico; Relacionamentos Amorosos]